PayPal Brasil Falha no sistema de segurança de Anti-Fraude.

Você está aqui:|||PayPal Brasil Falha no sistema de segurança de Anti-Fraude.

PayPal Brasil Falha no sistema de segurança de Anti-Fraude.

Comprador reclamou no seu banco que alguém usou seu cartão, mas o vendedor que recebeu a mensagem do PayPal que a compra foi feita sem autorização do comprador é culpado? Assim funciona com o Mercado Pago, ou Pag-Seguro, quando libera a compra e venda online via e-commerce somente depois de averiguar a autenticidade da compra e venda, e então libera o pagamento ao vendedor. Agora Paypal não assume a responsabilidade da falha do seu sistema de segurança Anti-Fraude e o vendedor não pode ser responsabilizado por cartão não autorizado.

O mercado pago quando libera um pagamento ao vendedor, pois foi efetuado uma varredura na autenticidade do cartão utilizado, e no Paypal não é diferente, mas como o seu sistema é falho, não foi possível barrar a compra e venda antes mesmo de efetivar a compra e venda. Como os meios de pagamentos online são autorizados pela intermediadora do cartão, no caso o Paypal, o dinheiro da venda é transferido de 01 a 03 dias para conta do vendedor, neste meu caso foi efetivado com menos 24 horas.

Como este comprador entrou em contato pelo WhatsApp que estar no meu site, ele me comunicou desde o início da compra até as negociações finais pelo WhatsApp. Mas descobrir mais tarde que este comprador que não era o titular do cartão de crédito, isso é de menos, usou o cartão para com outras intensões. Ele usou vários cartões no site Paypal que autorizou a venda, e o dinheiro já transferido para minha conta de vendedor, e eu reembolsei esta pessoa nas vendas, pois ele me sugeriu que eu transferisse estas vendas na conta que ele me informou.

E só descobrir mais tarde que era golpe, quando o Paypal informou que o dono do cartão reclamou no seu banco que não autorizou esta compra e venda. Enviei todos os comprovantes e conversas que tive no WhatsApp da pessoa que comprou no meu site na plataforma Paypal, no qual a venda tinha sido autorizada pelo Paypal.

O vendedor quando recebe uma autorização de pagamento online via e-commerce, seja: Mercado Pago, Pag-Seguro ou Paypal, quem autoriza a venda é a administradora intermediadora do cartão, sendo assim, para o vendedor estar tudo certo, basta negociar a entrega do produto ao comprador. E neste processo o paypal acusou compra indevida, alguém usou o cartão do comprador. O sistema anti fraude do paypal não foi capaz de interromper esta transação antes que a transferência fosse feita, ou que a compra fosse efetivada.

Tentei resolver este caso com o departamento de anti fraude do Paypal, mas acabaram de emitir uma resposta da disputa a favor do comprador. Ora, o verdadeiro dono do cartão de credito não mesmo disse que não efetuou nenhuma transação referente a esta compra? Deixando claro que o sistema de anti  fraude não foi capaz de bloquear o cartão antes que a compra fosse feita?

O Paypal se eximindo da responsabilidade entrou em contato comigo pedindo para eu entrar em contato com o banco do dono do cartão de crédito, ora, agora o vendedor que assume a responsabilidade do erro do Paypal?  Pagamentos online via e-commerce se a compra foi efetivada com sucesso, a segurança de quem usou o cartão, ou quem pagou, é da administradora do cartão, e não do vendedor.

Eu nem tinha que estar me expondo a falha do paypal, já que este erro foi do sistema financeiro que errou com seu sistema anti fraude. Segue o protocolo do Paypal com esta transação encerrando a disputa a favor do comprador, mas o comprador não fez compra, alguém usou seu cartão, caso encerrado. ID do caso: PP-D-17940159

Tenho este processo acima dando como caso encerrado, onde tenho todas conversas gravadas, onde todo o dinheiro foi reembolsado a pessoa que usou o cartão, pois a venda foi repassada o dinheiro, pois não tínhamos o produto, e o golpista recebeu o dinheiro em sua conta bancária.

E mais, quando se compra um produto e o cliente não quer, ou desiste por qualquer outro motivo, ele devolve o produto, neste caso o reclamante reclamou a financeira do cartão, como ele não comprou nada, como iria reclamar comigo? Esta situação já teria que ter dada como encerrada a favor do vendedor, pois o caso já foi repassado toda informação ao Paypal, mas não querem assumir o erro já comprovado.

Paypal, Pagseguro, Marcado Pago, funcionam como uma entidade de seguro, pois ao efetivar a compra e venda o vendedor é onerado por este serviço como forma de parceria. Sendo a CONTRATADA uma entidade de seguro,  o vendedor se torna um segurado, e não pode haver perdas e riscos para o CONTRATANTE. Certo ou errado?

Hoje dia: 03/02/2019 – faz já faz mais de 15 dias que entrei com a reclamação no reclame aqui, e nada, eles se escondem, e resolvi publicar no meu blog, para dar força nas pesquisas da falha deste sistema, para que outros não sejam prejudicados como eu fui, com todas as provas escritas, e documentadas, vale uma indenização por danos morais?

Processo de Reclamação no Reclame Aqui

2019-02-13T21:08:13+00:00

Sobre o Autor:

Profissional Técnico em Eletroeletrônica e Graduação em Marketing | Consultor Técnico nas Áreas de Serviço & Capacitado pelos Fabricantes: Telemática - Diebold Procomp - Unisys - IBM - Intelbras - Bematech | Técnico de Aparelhos: Receptor TV - Televisores - Notebooks - Impressoras. Todas as Marcas & Modelos.

Deixar Um Comentário